O QUADRO

Este poema retrata, Uma paisagem mineira, “O Quadro”, na certa o leitor fará uma viagem no tempo, Varderli ” vulgo Lí ” foi um tropeiro que veio a falecer ainda jovem nos anos 70, leiam a seguir “O Quadro”…

000013_63

As palmeiras colorem de verde as paisagens

À água cristalina brota entre os arbustos.

O rio corre mansamente,

Sem pressa de chegar…

Na copada das palmeiras os passarinhos

Fazem seus ninhos,

No olhar traiçoeiro da jiboia

Choca os seus indefesos filhotinhos.

A onça pintada,

Pisa macio, nas folhas da mata,

À espreita…

Passa as tropas com seus guizos e cargas,

Passa o tempo!…

O jovem Vanderli ( vulgo Lí ), embalava seus sonhos,

Sob o lombo de seu burrinho Pacote…

O velho carro de boi afunda na areia

Da estrada…

De olhares desconfiado

Na porta de um velho casebre…

Aquele quadro que mão Divina pintou,

Como um papel vai – se amarelando

E pela vidraça do tempo

Posso vê-lo…

Embaçado pelas gotas de orvalho

Das madrugadas frias foi

O que restou – me!…

Orlando Nogueira (O Poeta carvoeiro)

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s