BENDITO

Bendito o que encontrou o bálsamo

 -Da vida…

Bendito o que colheu rosas entre espinhos,

– Em uma  gloriosa manhã

 -Florida…

Bendito o que sorriu na angústia

– A inerente lida…

Bendito o que cantou nas horas difíceis,

Um canto de amor e exaltação

  – À vida…

Bendito o que aceitou a dádiva sublime,

 – Mediante a morte de Cristo

 – Na cruz…

Que em seu amor o pecador redime…

– No deserto da vida é uma nuvem no raiar do dia

Em noite de tédio o clarão

 É luz…

Orlando Nogueira (O Poeta Carvoeiro)

Betim, 19 de março de 2021

16 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s