ADVERTIDOS

 

 

Não temas o mar da vida, assustador,

-E Feroz…

 As naus da vida, não velejam,

– Sós…

No além o chefe dos poderes vela

  A tempestade obedece,

– Sua voz…

Que em bonança o coração,

– Revela…

Corre a trilha da amargura,

– Desiludidos…

Apenas prantos,

– Colhidos…

Brada uma voz serena,

– E pura,

Não sejas nunca na tristeza

– Presa…

O que na terra busca,

A porfia…

A vida sem Deus é,

– Utopia…

Levanta os olhos, e veja o grandioso céu,

Enxuga as lagrimas, liberte – se, deste mal

– Atroz…

Segue Jesus que o alívio,

– Alcança…

Nas horas vãs tenham,

-Esperança…

 

Orlando Nogueira (O Poeta Carvoeiro)

Betim, 10/04/2021

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s